Eu voltei… e agora é para ficar! (Talvez, né?)

Bom dia, meu povo! eu-voltei-agora-pra-ficar

Após um LOOOOONGO período afastado (última postagem foi no dia 31/07/2015!!!), eu decidi que era melhor eu voltar a escrever, sem estresse, sem pressões. Sem ficar distribuindo meus posts pelo facebook como se fosse santinho de político em época de eleição. Apenas vou passar as informações que eu achar pertinente. Se ajudar alguém, ótimo. Se ninguém ler, tudo bem, estou fazendo por mim mesmo!

Portanto, segue o barco!!!

Como escolher os melhores assentos no avião (por Todos a Bordo)

Bom dia, meu povo! Achei esta postagem bem interessante no Blog Todos a Bordoespecializado em aviação e hospedado no site do UOL.

Foto: Getty Images

As companhias aéreas já dão a dica na hora da reserva ao cobrarem pelos lugares mais confortáveis nos aviões. Também é fácil deduzir que, quanto maior a antecedência da compra das passagens, maior a possibilidade de conseguir um bom lugar no voo. Mas também existem outras formas de saber onde estão localizados os assentos mais adequados às suas necessidades sem necessariamente ter de pagar mais. Na busca por mais conforto ou para evitar situações incômodas durante a viagem, alguns sites podem ser bem úteis.

Um deles é o Seat Guru, do Tripadvisor, que oferece um mapa do avião usado pela companhia aérea em determinado voo. O desenho indica por cores as características favoráveis ou desfavoráveis de alguns assentos (amarelo e vermelho devem ser evitados). São informações como um assento sem janela ou com reclinação limitada. Ou ainda detalhes mais específicos. Em uma busca aleatória, o blog encontrou um detalhe curioso sobre um modelo da Boeing usado pela British Airways que conta com uma categoria intermediária entre a primeira classe a e econômica na qual dois lugares apresentam um problema, segundo relatos de passageiros: devido à configuração dos assentos, a porta do banheiro, quando não é bem fechada, acaba abrindo fica batendo na poltrona, se ela estiver na posição ‘cama’.

O site Seat Expert oferece um serviço semelhante. Avisa qual assento é mais estreito, qual fica em uma área movimentada do avião, qual tem mais espaço para as pernas, mas tem uma visão limitada da janela, ou ainda, se a poltrona da frente não reclina (positivo), ou o próprio assento não reclina (negativo). Também há uma seção de perguntas e respostas.

O Routehappy é um pouco diferente, ele avalia o voo como um todo atribuindo uma nota, ou um ‘índice de felicidade’, com base na distância entre os assentos em determinado avião, layout dos assentos no avião (se as fileiras têm configuração 2-4-2 ou 3-4-3), e comodidades oferecidas, como acesso à internet e opções de entretenimento. Até mesmo a rota do voo influencia na pontuação. Viagens com muitas conexões, por exemplo, pontuam menos do que voos diretos. Com essa avaliação é feito um ranking com os melhores e piores voos para a data indicada – a lista inclui os preços de cada passagem.

Além dos sites que desvendam os detalhes de cada assento também há estratégias para tentar melhorar a experiência de voo. Uma delas está ligada à poltrona do meio, que tende a ser a menos atrativa na hora da compra. Exatamente por este motivo, há quem diga que, ao viajar em dupla, vale selecionar um assento na janela e o outro no corredor, na mesma fileira, quando ela está vazia. Haveria uma possibilidade maior de o assento do meio não ser adquirido e, caso acabe ocupada, seria mais fácil negociar com o passageiro para trocar de lugar, uma vez que ele ficaria com um lugar teoricamente melhor no corredor ou na janela.

O blog Travel Codex afirma ainda que, em aviões com configuração 3-3-3, a estratégia para deixar o banco do meio vazio funciona melhor nas fileiras da esquerda e da direita. Isso porque quem não tiver outra escolha a não ser o assento do meio vai preferir o da fileira do meio, que o obrigará a incomodar apenas um passageiro quando quiser levantar.

Sem ninguém na frente

Os assentos localizados nas divisórias do avião, isto é, nas áreas que separam diferentes categorias, costumam ser cobiçados por não terem uma fileira de poltronas logo à frente. No entanto, também há desvantagens a serem consideradas. O Site Guru apontou os prós e os contras desses lugares:

Prós: Sem ninguém sentado logo à frente, nenhum assento vai reclinar em seu espaço, o que geralmente facilita na hora de sair da poltrona; também resulta muitas vezes em mais espaço para as pernas. A televisão provavelmente estará no braço da poltrona, o que permite ajustar a posição, mas pode reduzir a amplitude do assento. Para quem gosta de colocar os pés para cima, é bem mais apropriado fazê-lo contra uma divisória do que contra o assento da frente.

Contras: Nem sempre o espaço à frente é maior para as pernas. A ausência de um assento à frente significa que não haverá espaço para colocar uma bagagem de mão no chão – durante o voo, é possível deixar alguma bagagem na sua frente, mas não durante a decolagem e a aterrissagem; a mesinha ficará no braço da poltrona, que não poderá ser movimentado.

Troque de casa com alguém e viva como um local, gratuitamente, em qualquer lugar do mundo!

Bom dia, meu povo! Vocês já assistiram àquele filme “O Amor Não Tira Férias“? Com Cameron Diaz, Kate Winslet, Jude Law e Jack Black?

NÃO? Então, resumo rapidamente para vocês: duas mulheres (Amanda, americana, e Iris, britânica) que vivem completamente distantes uma da outra, mas possuem algo em comum: estão cansadas da vida que levam e precisam desesperadamente mudar de ares, para poder se renovarem. É aí que as duas se conhecem pela Internet e resolvem colocar em prática um plano maluco: resolvem trocar de casas justamente nos feriados natalinos, ou seja, Amanda vai viver na casa de Iris, e Iris na casa de Amanda.

Bom, pieguices a parte, usei o filme como pano de fundo para o seguinte ponto: sabe a troca de casa que elas fizeram? Achou legal? Excitante? Tem interesse em fazer? Então… VOCÊ PODE!

Conhece o site Home Exchange? Sua versão em português é o TrocaCasa.com!HomeExchange

O lema do site é “Viaje para Qualquer Lugar. Viva Como um Local. Permaneça Gratuitamente“.

A premissa é muito simples: Você adiciona sua Oferta (sua casa); Após encontrar suas casas favoritas, você Envia/Recebe várias propostas; Por fim, você organiza uma Troca!HomeExchange Como

Eu sei o que vocês estão pensando, rola uma certa insegurança, não e? Afinal, como você pode confiar a sua casa a um completo estranho, que você nem saberá como deixará sua casa? É CLARO que isto não é para qualquer um, há pessoas que REALMENTE não conseguiriam relaxar assim!

Contudo, caso você consiga ultrapassar esta barreira, o site (Número 1 em Home Swaps!) funciona como uma verdadeira Rede Social de viajantes, e possui Diretrizes da Comunidade, Política de Etiqueta de Troca de Casas, Dicas de Segurança e muito mais!

Fazendo a pesquisa certa, você pode minimizar (e muito!) quaisquer riscos! Buscando sempre pessoas com bastantes indicações, com bom histórico de trocas, seus medos diminuirão consideravelmente!

Lendo os depoimentos, podemos ver que este medo inicial passa assim que você volta de sua primeira viagem, pois as vantagens encontradas superam as preocupações!

PESQUISA

A pesquisa é simples: Você indica o lugar que quer visitar, as especificações sobre o tipo de casa (quartos, banheiros, dimensão da casa), sobre o período da troca, e marca para mostrar só as ofertas que querem trocar com o Brasil! Veja abaixo!HomeExchange Busca

Por exemplo, veja quantas opções querem trocar Paris pelo Rio de Janeiro:HomeExchange Paris-Rio

E Londres pelo Rio de Janeiro?HomeExchange Londres-Rio

Como podem ver, o lance é vencer o medo inicial! Passado isso, imagina se hospedar DE GRAÇA em algumas das cidades mais caras do mundo! Economizar hospedagem em Londres, Paris, NYC, Berlim, etc… é uma BAITA economia, não?

Um abraço e até a próxima!

Vai rodar pela Europa e quer economizar dinheiro? Saiba qual o melhor (e mais barato) meio de transporte!

Bom dia, meu povo! Esta postagem é para nossos amiguinhos aventureiros, que planejam rodar pelo velho continente, apenas com um punhado de euros no bolso, uma mochila e muita disposição!

Em tempos de alta do Dólar (não que o Euro esteja barato, mas o aumento da moeda do Tio Sam foi consideravelmente maior do que da moeda européia), uma Euro Trip não parece tão absurda assim, né?!

Dentre TODOS os aspectos envolvendo os custos financeiros inerentes a uma viagem (Passagem aérea de ida e volta do Brasil à Europa, Hospedagem, Alimentação, Atrações Turísticas, etc…), uma que mexe a cabeça da galera é a locomoção! Sim, quando falamos do Velho Continente, a locomoção se torna um item de suma importância! Não apenas pela enorme diversidade oferecida, mas pelo lado econômico também, pois os custos são dos mais variados.

Suas opções são (há outras, mas não achei pertinente colocar, por exemplo, Cruzeiro e Jatinho Particular aqui):

  • CAMINHADA: Esta nós colocamos de brincadeira, mas é uma opção. Você quer economizar MESMO na sua viagem? Ora, use o único meio de transporte gratuito que existe: ande! Porém, por se tratar de um CONTINENTE, você provavelmente não terá o tempo necessário para levar esta ideia adiante, logo não é das opções mais recomendáveis, né?
  • CARONA: Outra opção praticamente gratuita (é que alguém tem que pagar pelo carro, né? Não é você, mas ele não sai de graça!) é o famoso hitchhiking! A carona é uma ótima opção para você conhecer gente nova e se locomover “na faixa”. Contudo, é muito incerta e não fica fácil de fazer um planejamento de viagem pela Internet envolvendo carona, não? O objetivo desta postagem é indicar meios de transporte BARATOS e de graça não é barato, né? (Ou é? Não sei, acho que não! Sempre pensei em barato como algo, não como nada… esquece, já estou viajando aqui!)
  • CARROOpção interessante para quem planeja desbravar o continente por conta própria, alugar um carro e rodar é bem interessante. Além de dirigir por algumas estradas MARAVILHOSAS, que não temos nem parecido no Brasil, você fica mais livre, faz seu horário, seu roteiro, seu planejamento. PORÉM… (é sempre assim, tudo tem um porém), o carro traz dois grandes problemas: o tempo de viagem (a não ser que você tenha dias sobrando, cada trecho levará MUITO mais tempo, né?) e custo (sim, aluguel de carro é caro). Se você isolar um dia de aluguel, pode nem sair tão mais caro assim. Porém, se você tiver que alugar em um país e devolver no outro… FERROU! A taxa de devolução em outro país é OBSCENA! Você até pode fazer um roteiro pensando em voltar para a cidade de origem, mas na boa, 20-25 dias pagando aluguel de carro é forte, né? Deem uma olhada nesta postagem do “Terra da cerveja“.
  • ÔNIBUSComo viajar de ônibus pela EuropaPor se tratar do jeito mais barato de viajar pela Europa, merece uma menção honrosa aqui. Sim, por incrível que pareça, o ônibus é o meio de transporte mais barato que tem na Europa (quer saber mais como é viajar de ônibus pela Europa? Acesse esta postagem do 360 meridianos). Não falamos o melhor, mas mais barato. Em um continente onde se priorizou o transporte ferroviário, os ônibus acabaram ficando em segundo plano quando o assunto é viagem. E vou dizer por qual motivo: tempo de viagem! Cara, há o mito da distância entre os países na Europa! Como se acha que a Europa inteira é do tamanho de São Paulo, para muita gente ir de qualquer ponto a outro é apenas um “pulinho”! Ledo engano! Ocorre o mesmo que aqui. Quanto tempo demora para ir de SP ao RJ? De ônibus, 6 horas; de avião, umas 3 horas (contando TODO o tempo relativo ao aeroporto e ao voo). E o preço, aqui, não é nem muito mais barato. Assim, transporte esta lógica para a Europa, onde tem uma baita malha ferroviária e diversas companhias aéreas low-costs: quem iria de ônibus se você pode pagar mais e fazer o mesmo caminho pela metade do tempo? Poucas pessoas, né? No mundo de hoje, infelizmente, tempo é dinheiro!
  • TREM: Não há jeito mais europeu de viajar do que de trem! Com o trem você sai e chega pelo centro das cidades, não perde tempo com controles de segurança e tem a garantia da pontualidade. Se você for minimamente despachado (se virar bem), o trem é uma pedida bem interessante! Agora, se você é MUITO travado, não consegue se entender com mapas e orientações, não sabe ler nas entrelinhas, não se vira mesmo sozinho, daí o trem pode te dar alguma dificuldade, pois as orientações nos trens e nas estações não são tão explícitas quanto nos aeroportos! Ninguém fica te avisando qual estação você tem que descer e apenas verificam sua passagem durante a viagem (caso você esteja no trem sem um bilhete válido, recebe uma multinha bem felpuda). Porém, sejamos sincero, se você é assim, não deveria nem cogitar fazer uma viagem longa pela Europa, né? Pelo menos não desacompanhado! Vejam o que diz aqui, no blog “Eu ando pelo mundo!
  • AVIÃO:Falar o que, né? Voar é uma das opções disponíveis, obviamente! Há uns anos, o trem ganhava a parada sem muita luta: as passagens aéreas eram muito mais caras que as de trem! Contudo, de uns anos para cá, com a expansão da linha de voos low-cost (baixo custo, em tradução livre), o preço delas se aproximou. Portanto, não se trata mais apenas de transporte de “rico”! Assim, você pode cobrir distâncias longas pelo mesmo preço de um bilhete de trem! Qual é o problema com o avião, então? Podemos dar uma lista: os aeroportos, em muitos casos, ficam longe dos centros das cidades; os voos atrasam com certa frequência (trem e ônibus saem pontualmente!); a paisagem não é nem de perto tão bonita; etc… Sugerimos dar uma olhada nesta postagem do site “Mala Pronta“!

De posse destas informações, vamos ao que interessa! Para fins explicativos, ressaltamos: VÁ COMO QUISER! Sério, se você sempre sonhou em viajar de determinado modo, não deixe de fazê-lo porque jogamos água no seu chope! Quer ir de bike pela Península Ibérica? Vá! Quer conhecer tudo de carona? Vá! Sonha em dirigir pelas estradas na Alemanha? Vá! Sonhos são feitos para serem realizados, nunca deixe passar a vontade, pois pode não ter volta!

Porém, se você quer apenas saber qual o meio mais barato, vamos analisar os três mais comuns: ônibus, avião e trem! Como o carro é muito subjetivo (duração, local de devolução, tipo de carro, etc…), consideramos apenas os transportes coletivos! Porém, caso queira alugar um, deem uma olhada no site Auto Europe (meio que um Decolar.com de locadoras de carro)!

RECOMENDAÇÕES

Além, claro, de qual for mais barato, temos alguns conselhos a dar extra-money:

Avião: Recomendado quando a distância a ser percorrida de trem ou de ônibus for maior que 4 horas. Até umas 3 horas, as viagens de ônibus e trem possuem seus atrativos. Você fica olhando a paisagem, é legal e tal! Após este período, começa a ficar maçante! Ademais, o tempo perdido é complicado! Não que tenha que fazer tudo corrido, mas gastar 10 horas no vagão do trem é uma merda, não? Outra recomendação é atentar para a bagagem (nas low-cost, o valor para despachar malas é alto, podendo não compensar). Onde pesquisar: Google Flights e Skyscanner!

Trem: Recomendado quando a distância a ser percorrida for menor que 4 horas ou para aqueles trajetos NOTORIAMENTE espetaculares, cuja atração é o passeio de trem em si (veja esta postagem do Nomades Digitais). Ainda, também vale a pena se você está levando um volume muito grande, pois no trem é lei da selva: não há este tipo de controle, de peso e tamanho. Apenas se lembre que ficar carregando muita tralha é ruim. Também atentem para o seguinte fato: não há babá, portanto você tem que ver as coisas por conta própria. Certifique-se que você está no assento certo, no vagão certo. Preste atenção nas paradas, para não saltar na estação errada. Fique de olho na sua mala, não dê sopa para o azar! Onde pesquisar: Rail Europefunciona como um Decolar.com, só que de trens! Outra opção para quem quer rodar de trem é comprar um EURAIL PASSpasse de trem para vários países, por períodos de validade diversos (remessa grátis para o Brasil).

Ônibus: Recomendado quando o orçamento da sua viagem é muito pequeno ou a distância que você quer percorrer é curta. Viajar de ônibus é mais lento e pode ser mais desconfortável, mas se você precisa economizar, essa pode ser uma boa alternativa.
Viajar de ônibus na Europa não é difícil nem perigoso, o único ponto negativo é encontrar as estações rodoviárias ou paradas de ônibus dentro das cidades. Fique atento aos detalhes sempre! Onde pesquisar: direto no site das empresas, as maiores são Eurolines e Megabus.

COMPARATIVO DE PREÇO

Como SEMPRE falamos, o menor preço pode não ser o MELHOR preço! Assim, achamos um site interessante para você fazer sua escolha e comparar as opções e o custo de cada uma!

Já ouviram falar no GO EURO? Ele faz uma pesquisa dos três meios de transporte, comparando e indicando os preços de cada um. Assim, se você quer fazer determinado trecho (por exemplo, PARIS-BRUXELAS) e está na dúvida qual modo é o melhor, pesquise no GO EURO que ele te ajudará a escolher.

Vejam alguns exemplos:

PARIS-BRUXELAS DIA 08/09/2015GO EURO

Desta forma, você pode observar que a passagem de ônibus neste trajeto sai por US$ 10! Organizando por preço (Cheapest), ela fica imbatível! Sim, você gasta quase duas horas a mais do que se fosse de trem, mas economiza 40 dólares!

PARIS-LONDRES DIA 08/09/2015GO EURO 2

Neste trajeto, a passagem de trem sai por quase US$ 56,74! Apesar de a passagem de ônibus sair por menos da metade do valor, o tempo de viagem de quase 8 horas é frustrante! Assim, o trem é a melhor opção! “E o avião, tio?” Então, mesmo sendo um pouco mais barato, você perde muito tempo nos assuntos extra voo (tempo de deslocamento até o aeroporto, tempo de check-in, tempo para pegar bagagem na esteira, tempo para chegar ao centro da cidade de destino, etc…), prejudicando todo o tempo economizado no voo.

PARIS-BERLIM DIA 09/08/2015GO EURO 3

Nesta trajeto não há o que discutir: Vá de avião! A passagem aérea sai por US$ 45! Ademais, o tempo gasto é quase a metade dos demais, já contando período de deslocamento até o aeroporto e tempo para check-in! Sem comentário!

CONCLUSÃO

Como falamos antes, você tem que fazer o que você tem que fazer! Porém, se quiser isolar o fator financeiro na história e buscar o MELHOR preço, indicamos o seguinte procedimento:

TRECHOS CURTOS (até 4 horas de ônibus – 2 horas de trem – 1 hora de avião): Pode ir de ÔNIBUS! Você irá aproveitar a paisagem e economizar uns bons euros! Apesar de ser mais rápido ir de trem/avião, a diferença no preço compensa, já que a viagem de ônibus não será tão longa!

TRECHOS MÉDIOS (+ de 4 horas de ônibus – 2 horas de trem – 1 hora de avião): Priorize o TREM, pois o valor será menor ou igual ao avião, mas o trajeto é mais bonito e levará menos tempo no total, pois o avião perde muito com check-in e atrasos, Além de que você ficará, provavelmente, no centro da cidade, o que já é um grande adianto!

TRECHOS LONGOS (+ de 8 horas de ônibus – 4 horas de trem – 2 horas de avião): Vá de AVIÃO! A beleza da paisagem do trem NÃO compensará seu cansaço! Ademais, a passagem de avião será mais barata, FATO!

Um abraço e até a próxima!

Melhores Albergues do Mundo: Hostel Awards 2015!

Fala, meu povo! Vocês já ouviram falaram nos HOSCARS? Trata-se do Hostel Awards, prêmio concedido anualmente pelo site “Hostel World“.

Em seu 13° ano, os HOSCARS são os prêmios de maior prestígio da categoria, reconhecendo os melhores hostels ao redor do mundo. E tudo escolhido por você, já que são as avaliações dos clientes Hostelworld que definem os resultados. 

Que tal ficar em um hostel incrível e premiado? Dá uma olhada nos vencedores a seguir – e não esqueça de deixar sua avaliação depois que se hospedar neles!

Melhores Hostels Pequenos

Os 10 melhores hostels pequenos (máximo 75 camas) pelo mundo, conforme suas avaliações em 2014. A classificação abaixo é baseada na classificação atual de Hostelworld.

Melhores Hostels Médios

Os 10 melhores hostels médios (entre 76-150 camas) pelo mundo, conforme suas avaliações em 2014. A classificação abaixo é baseada na classificação atual de Hostelworld.

Melhores Hostels Grandes

Os 10 melhores hostels grandes (entre 151-349 camas) pelo mundo, conforme suas avaliações em 2014. A classificação abaixo é baseada na classificação atual de Hostelworld.

  1. Kinlay Eyre Square Hostel – Galway, Irlanda – 93% Classificação
  2. LoLHostel Siracusa – Syracuse, Itália – 91% Classificação
  3. Pariwana Hostel Cusco – Cusco, Peru – 91% Classificação
  4. Sant Jordi Sagrada Familia – Barcelona, Espanha – 92% Classificação
  5. Circus Hostel – Berlim, Alemanha – 93% Classificação
  6. Backpackers Villa Sonnenhof – Interlaken, Suíça – 93% Classificação
  7. Chengdu Flipflop Backpacker Lounge Hostel – Chengdu, China – 91% Classificação
  8. Abraham Hostel Jerusalem – Jerusalém, Israel – 89% Classificação
  9. Hostel DownTown – Praga, República Checa – 92% Classificação
  10. Hostel Mostel – Sófia, Bulgária – 94% Classificação
Melhores Hostels Super Grandes

Os 10 melhores hostels de tamanho superior (mais de 350 camas) pelo mundo, conforme suas avaliações em 2014. A classificação abaixo é baseada na classificação atual de Hostelworld.

Na próxima nós traremos os melhores por continentes, por país, por popularidade, etc…

Um abraço e até a próxima!

Passaporte novo, tarifa velha!

Bom dia, meu povo! Esta de fato é uma rapidinha para vocês!

Quem quer tirar passaporte, ou precisar renová-lo, aproveite enquanto é tempo!

Conforme foi AMPLAMENTE divulgado (vide notícia no dite do G1, aqui!), o passaporte brasileiro sofreu algumas alterações esta semana. Dentre as principais estão o aumento do prazo de validade (de 5 para 10 anos) e o valor da taxa de emissão (de R$ 157,05 para R$ 257,25).

Novo modelo de passaporte divulgado nesta sexta (10) pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Então… está precisando tirar passaporte e quer fugir do aumento de quase 65%? Faça logo!!!

As novas expedições e as renovações feitas desde segunda-feira (dia 6) já obedecem às novas regras. PORÉM, o valor da GRU (Guia de Recolhimento da União) ainda é o velho!

Portanto, faça o mais rápido possível (se cadastre no site da Polícia Federal e pague a sua GRU AMANHÃ) que você ainda escapa do novo valor.

Como sei disso? Fiz sexta-feira (requerimento e pagamento) e hoje já agendei o atendimento, com a GRU de valor antigo!

Corram que acho que ainda dá! Não sei até quando!

Um abraço e até a próxima!

10 países mais baratos do mundo para mochilar! Veja também a passagem aérea mais barata para visitá-los!

Fala, meu povo! Hoje (meio tarde, né?) trago para vocês uma matéria que achei no “Hypeness“! Ele traz uma lista interessante dos “10 países mais baratos do mundo para mochilar”! Como nossa proposta gira em torno da busca pelo MELHOR preço, vale a pena dar uma conferida!

Para dar a nossa contribuição e auxiliar nossos amigos viajantes, indicaremos a passagem aérea mais barata (saindo do RIO) para cada um deles!

Quem gosta de sair por aí livre, sem muito rumo e com uma bagagem de coragem nas costas, precisa antes analisar – ao menos – o primeiro destino do qual se quer chegar. Reunimos os 10 destinos mais baratos para os mochileiros, que além de economizarem, desfrutam de grandes aventuras em países pouco comerciais.

Países da Ásia costumam ser alvo constante de quem não quer gastar muito e não à toa, é lá que ficam as cidades com menor custo de vida  como Katmandu, capital do Nepal. Além de ser pólo comercial e industrial, é a porta de entrada para o turismo do país e sua moeda é pouco valorizada: uma rúpia nepalesa vale US$ 0,01.

Confira a lista abaixo e não se preocupe tanto com o bolso:

1 . Tailândia (Bangkok – BKK)

A Tailândia é definitivamente o destino ideal para mochileiros universitários que procuram um lugar com uma cultura rica e localização acessível, além da culinária exótica. Entre comida e hospedagem você gasta em torno de US$ 20 por dia.

tailandia

PASSAGEM AÉREA RIO-BKK: US$ 1.053 (+ US$ 110 de taxas)

RIO-BKK

2 . Nepal (Kathmandu – KTM)

Rico em cultura asiática clássica e natureza tropical, o Trekking na zona rural subdesenvolvida é um dos pontos mais chamativos do Nepal. Além disso, tem templos sagrados maravilhosos. Uma rúpia nepalesa vale aproximadamente US$ 0,01.

nepal

PASSAGEM AÉREA RIO-KTM: US$ 1.950 (+ US$ 75 de taxas)

RIO-KTM

3 . Índia (Nova Deli – DEL)

Mochilar na Índia é fácil e barato. A desigualdade de rendimentos faz com que a moeda seja baixa, onde uma rúpia equivale cerca de US$ 0,02.

india

PASSAGEM AÉREA RIO-DEL: US$ 1.247 (+ US$ 103 de taxas)RIO-DEL

4 . Sri Lanka (Colombo – CMB)

Colombo, a capital comercial do Sri Lana, é a cidade mais popular para se visitar. Grande e impressionantes estátuas se destacam entre as atrações turísticas. Melhor que isso é a moeda local, pois uma rúpia do Sri-Lanka em torno de US$ 0,01.

srilanka

PASSAGEM AÉREA RIO-CMB: US$ 1.914 (+ US$ 67 de taxas)RIO-CMB

5 . Indonésia (Jacarta – CGK)

Lindas praias, selvas e elefantes são o que mais chamam a atenção no país. Além disso, você pode praticar Yoga, surf, mergulho e pesca nos cristalinos mares verdes. Com US$ 1 você consegue 11 mil rúpias indonésias.

indonesia

PASSAGEM AÉREA RIO-CGK: US$ 1.425 (+ US$ 39 de taxas)RIO-CGK

6 . Nicarágua (Manágua – MGA)

Entre Granada, com seus edifícios coloniais, e Laguna de Apoyo, um lago vulcânico na cidade chamada Masaya, a diversidade é o ponto alto do país. Os melhores meses para se viajar é entre dezembro e fevereiro.

nicaragua

PASSAGEM AÉREA RIO-MGA: US$ 749 (+ US$ 83 de taxas)RIO-MGA

7 . Peru (Lima – LIM)

Destino típico de mochileiros, Peru reserva muitos encantos, que vão além das trilhas para Machu Picchu. Lima é uma cidade completa, com praia e metrópole, e uma road trip pelo país também é uma boa pedida.

peru

PASSAGEM AÉREA RIO-LIM: US$ 329 (+ US$ 73 de taxas)RIO-LIM

8 . Turquia (Istambul – IST)

Paisagens espetaculares, pouco gasto para comer e portas abertas para entrar são o ponto forte da Turquia, que possui a mistura perfeita entre as culturas ocidental e oriental.

turquia

PASSAGEM AÉREA RIO-IST: US$ 797 (+ US$ 86 de taxas)RIO-IST

9 . Albânia (Tirana – TIA)

Se a Itália e Grécia são muito caras para você viajar , a Albânia é uma boa alternativa. Com ricos patrimônios arquitetônicos e culturais, o destaque é ir até Monte Dajti para se ter vista uma fantástica. Dhermi ou Jala Beach agrada os que preferem praia e sol.

albania

PASSAGEM AÉREA RIO-TIA: US$ 1.765 (+ US$ 118 de taxas)RIO-TIA

10 . Costa Rica (San José – SJO)

Cercada de vulcões, parques nacionais, animais selvagens, lagos puros, mar azul e praias douradas, o Caribe pode oferecer um custo relativamente baixo, e nisso a Costa Rica se encaixa às suas expectativas econômicas. Não esqueça jamais da roupa de banho, pois além de praias, essa cidade tem muitas cachoeiras, poços naturais e fontes termais naturais.

costarica

PASSAGEM AÉREA RIO-SJO: US$ 369 (+ US$ 83 de taxas)RIO-SJO

Quanto custa viajar para as capitais da América do Sul? Para onde está valendo mais a pena?

Bom dia, meu povo! Esta aqui é uma rapidinha para saciar a curiosidade de algumas pessoas!

Quem nunca se perguntou quanto custaria para viajar para tal, e tal, e tal lugar? Quem nunca se perguntou se era mais caro ir para lugar A ou lugar B? Então… Vamos fazer uma comparação?

Hoje, queremos abordar o seguinte tema: capitais sul-americanas! Quanto custa passar 7 dias em cada uma? Qual está valendo mais a pena? Veremos!

obs: como o site que utilizamos para fins de comparação (quantocustaviajar.com) não apresenta preços para Assunção/PAR, infelizmente teremos que excluir esta capital do nosso quadro comparativo!

Continuar lendo “Quanto custa viajar para as capitais da América do Sul? Para onde está valendo mais a pena?”

Orlando/FL sem carro: é possível? Vale a pena? Confira!

Imagem retirada do site Travel Time Transportation.

Bom dia, meu povo! Esta vai mais ou menos como continuação da postagem de ontem. Lá, falamos explicitamente que a escolha para visitar Orlando/FL, tendo em vista o tipo de viagem e as atrações turísticas encontradas, envolve o aluguel de carro para se locomover.

Porém, ficamos cabreiros a respeito de um ponto: e quem não dirige? E a família (seja mãe sozinha com seus filhos, seja um casal com filhos) que não possui este interesse?

Por incrível que pareça, há MUITA gente que sente medo/receio/temor (chame como quiser) de dirigir em outro país! Sim, há pessoas (várias, não uma minoria tão ínfima assim) que prefeririam não ter que dirigir em Orlando. Independentemente do motivo, insegurança ou imperícia, a questão é que há esta pergunta a ser respondida: é possível visitar o Lugar Mais Feliz da Terra sem carro? Posso ir à casa do ratinho (novamente, não se trata daquele apresentador de TV, mas do Mickey Mouse!) sem ter que dirigir?

Mais importante ainda: vale a pena, do ponto de vista financeiro?

Vamos ver…

Continuar lendo “Orlando/FL sem carro: é possível? Vale a pena? Confira!”

Viajando com crianças: para onde a mãe sozinha (solteira/divorciada/viúva) pode viajar com seus filhos (PARTE 2)?

Bom dia, meu povo! Após MUITO atraso (pedimos desculpas por isso!), trazemos para vocês a segunda parte da postagem sobre Viagem da mãe sozinha com seus filhos!

Mãe filho mala
Imagem tirada do pt.dreamstime.com!

Na primeira parte, nós expusemos alguns pontos explicativos e restritivos a respeito das idiossincrasias envolvendo o pai/mãe viajando sozinho com seus filhotes. Por fim, demos dicas para quem queria apenas a opção de viajar para aproveitar uns dias com seus filhos, dando uma bela relaxada.

Hoje, continuaremos o tema, abordando as opções de viagens mais indicadas para a mãe que não quer ficar parada em um hotel/resort, mas de fato passear com seus filhos!

PASSEAR

Se o objetivo da mamãe NÃO for o descanso, não quer ficar parada com suas crias em um ponto só, fazendo questão de rodar e conhecer novos lugares (ou reviver velhos), daremos algumas indicações a vocês.

Primeiro ponto, lembrando nossas PREMISSAS da postagem anterior, é a definição de seu interesse e das suas limitações:

  1. INTERESSE: primeiro defina o que você QUER fazer, para depois pensarmos no que você PODE fazer! Não gosto do contrário, pois isso limita muito sua imaginação e dá uma chance de o pessimismo aflorar! Portanto, pense bem o que você tem vontade de fazer: conhecer alguma grande cidade cosmopolita, visitar um lugar paradisíaco, ou tem predileção por passeios culturais? O que seria melhor para você?
  2. LIMITAÇÃO: este ponto está no item 2 pois é a segunda parte mais importante do planejamento da viagem da mão sozinha: quais são suas limitações? Não adianta você se planejar toda para Aruba, por exemplo, se você não sabe dirigir! “Ah, tio, eu só posso ir para Aruba se for para dirigir?” NÃO, mas sua viagem restará muito prejudicada (ou muito cara)! Assim, evite locais cujos maiores pontos de diversão são um pouco inviáveis para você e sua pequena família!

Com isto em mente, podemos indicar algumas opções de destinos de passeios, por ordem de preferência!

GRANDES CENTROS URBANOS (sem carro): opções mais interessantes, com mais possibilidades para passeios! Priorize centros urbanos mais desenvolvido, com maiores facilidades de locomoção e transporte, com estrutura compatível para lidar com qualquer emergência. Você irá se comportar como você faz na sua casa, apenas em outro lugar (!): acorda, prepara tudo, sai de casa, passeia à pé ou de táxi (ou até de metrô), almoça em algum restaurante, passeia mais um pouco, volta para o hotel, dorme um pouquinho, sai à noite, janta fora, assiste um filminho no cinema ou um show infantil, volta para casa (ops, pro hotel), dorme; acorda no dia seguinte, começa tudo de novo! Passe uma semana em grandes cidades, tempo ideal para lazer antes do tédio/bolso falido bater! Como melhores opções, indicamos lugares como:

  • NEW YORK CITYResultado de imagem para ny com criançasA “maior” cidade do mundo é propícia para QUALQUER tipo de passeio (menos praia, claro!), voltado para QUALQUER público, merecendo um capítulo à parte! Mesmo não sendo a melhor opção em termos de segurança, um diferencial é que os táxis de NYC não exigem o uso de cadeirinha para transportar seus filhotes, facilitando um pouco sua vida! Porém, o metrô de lá supre qualquer necessidade em termos de locomoção, além de ser BEM mais em conta! Apesar de TODO mês ser bom para visitar NYC, aconselharíamos (está em negrito pois é SOMENTE um conselho, mas não é determinante) a fugir do inverno (muito frio para seus bebes!) e do auge do verão (por incrível que pareça, é bem quente mesmo, sendo bom fugir do sol!). Mire o Outono ou a Primavera em NYC, pois o Central Park fica lindo nestas épocas, com cores bem tradicionais, típicas dos filmes ambientados neste lugar! Ademais, recomendamos que se dê preferência para hospedagem em hotéis próximos ao Central Park, pois são regiões menos perigosas e mais “silenciosas”. Porém, antes de escolher o hotel, veja no Google Maps se há estação de metrô próxima, para facilitar sua vida! Há boas dicas nesta postagem da Ale Garattoni!
  • GRANDES CIDADES EUROPÉIAS:1398799_10200968156751487_1155075020_oSemelhante à NYC, as capitais europeias apresentam as mesmas facilidades e atrações para QUALQUER pessoa. A teoria é: se você consegue passar seus dias no RIO ou SAO, passeando com seu filhote, você CERTAMENTE consegue fazê-lo em BERLIM, PARIS, LONDRES, MADRID, BARCELONA, etc… O transporte e as opções de lazer justificam o investimento mais alto nesta viagem. Não importa qual das grandes cidades (ou quais, quem sabe!?) você escolher, saiba que terá facilidades e bastante opções para lazer e emergências! Destacamos Paris, única e exclusivamente pela opção da Euro Disney! No restante, agrada tanto quanto às demais! A alimentação também é facilitada, devido ao alto número de restaurantes/cafés/lanchonetes/mercados em cada lugar. Assim como foi indicado para NYC, se for em época de calor, fuja do sol forte, e em época de frio, fuja do inverno rigoroso! Deem preferência aos meses de Abril, Maio, Setembro e Outubro, pois as cidades estarão mais vazias e as temperaturas mais amenas! Deem uma olhada nesta postagem do Viajando com Pimpolhos, traz boas opções e indicações de roteiros!
  • GRANDES CIDADES AMERICANAS:California com Crianças – HollywoodSeguem a mesma linha das grandes cidades europeias. Há muito mais nos EUA do que NYC e Orlando! DALLAS, CHICAGO, NEW ORLEANS, WASHINGTON D.C., SAN FRANCISCO, LOS ANGELES, etc… Em TODOS estes destinos, você encontrará as mesmas facilidades que você encontra na sua cidade de residência, só que MELHOR! O transporte público funciona, o consumidor é respeitado, você tem acesso a boas estruturas de apoio ao turista, o céu é o limite! Do auge da nossa ignorância, sugerimos fazer San Francisco/Los Angeles! Nas duas cidades Californianas, você encontra qualidade e facilidade! Ademais, dá para fazer os dois destinos com preço “acessível” (os hotéis são caros, mesmo, mas a passagem é barata e a comida também)! ADEMAIS, bem pertinho de Los Angeles você encontra a Disneylândia original, além da Universal Studios, da Legoland e do sensacional parque de montanha-russa Six Flags, voltado para filhotes mais velhos! Tá bom ou quer mais? Vale a pena olhar o que diz o Eu viajo com meus filhos!
  • GRANDES CIDADES SUL-AMERICANAS: A linda Lorena em SantiagoPara não nos estendermos demais, ressaltamos que é bem fácil viajar para BUENOS AIRES, SANTIAGO e MONTEVIDÉU com seus filhos. Estas cidades podem ser percorridas à pé e de táxi com facilidade, além do fato de que o transporte público lá ser melhor do que o encontrado no RIO, por exemplo! Ficando em regiões mais centrais, que não sejam EXATAMENTE no centro da cidade (RECOLETA, por exemplo!), te dará um ponto de muita facilidade de locomoção e de tranquilidade, quando precisar! Assim como nos casos anteriores, se se tratar de filhos pequenos, fuja do inverno rigoroso e do calor escaldante! Prefira épocas de baixa, tanto pelo preço quanto pela diminuição do número de turistas! Em termos de modernidade e desenvolvimento, a opção mais indicada é o Chile, com sua belíssima SANTIAGO! Pode fazer muito à pé, empurrando seu carrinho de bebê, e o táxi não é um assalto como aqui! Vejam algumas dicas nesta postagem do Mil Dicas de Mãe!

CENTROS URBANOS (com carro): não é tão fácil de visitar quanto os grandes centros urbanos, mas bastante possível! Dê preferência para lugares mais calmos, porém que sejam voltados para o turista, com bastante estrutura! Fora do Brasil, não poderíamos deixar de indicar ORLANDO! Aqui no Brasil, recomendamos GRAMADO!

  • ORLANDO: Dispensa maiores comentários, não é? Não há muito o que falar que já não tenha sido AMPLAMENTE exposto em inúmeros blogs/sites pela Internet! Sério, joguem no Google.com “Orlando com crianças” e vocês verão! No caso da mãe solteira/divorciada/viúva, apenas ressaltamos o seguinte: dê preferência aos Hotéis da International Drive. Cacife um bom hotel, com uma boa estrutura para os momentos de descanso, com piscinas e tal (QUALQUER da rede Marriott serve, desde que seja bem localizado!). É ÓBVIO que os Resorts da própria Disney estão no nosso TOP 1, né? Devido a suas inúmeras vantagens (obviamente que não saem de graça, eles custam um pouco mais que a média), como transporte direto para os parques da rede Disney, early/late entrance nos parques, pulseira como ingresso, entrega das compras diretamente no seu quarto de hotel, etc.., eles são MUITO INDICADOS! Vale a pena pagar a diferença! Qual que é o pulo do gato aqui? Você terá que ter calma e paciência com seu pimpolho! Respeite o seu cansaço e o dele! O dia foi corrido, o parque está cansativo? Vá embora e volte outro dia! Ademais, FUJA da alta temporada! Mire Setembro ou Outubro! Se não der para fugir das férias escolares, priorize a segunda semana de Janeiro, até a primeira de Fevereiro! Neste ponto, é tanto site que traz dicas que não indicarei nenhum. Faremos uma postagem especial assim que puder!
  • GRAMADO E CANELA/RS: Parque do CaracolNão poderei me alongar demais, pois está ficando uma postagem grande! Devido aos passeios interessantes a serem feitos em Canela/RS, Bento Gonçalves/RS e outros pontos próximos (mas não tanto a ponto de ir andando!), este destino está nesta parte devido ao fato de não ser tão simples se locomover lá o tempo todo à pé, devendo ser alugado um carro para facilitar sua locomoção! Ademais, como a cidade não tem aeroporto, indicamos o voo para Porto Alegre e o aluguel do carro lá, saindo direto do aeroporto para Gramado (duas horas e meia de distância). Dá para ir sem carro? Dá, mas é mais caro e te dá menos opção lá! Porém, vale a pena! Há bastante atrações na região para você e seu filhote! Só não pode beber demais e largar o seu neném de mão, né? (brincadeira, tá!). Para ajudar, deem uma olhada nesta postagem do Viajar é tudo de bom!

CONCLUSÃO

DITO ISTO, e recuperando o explicitado na postagem da Parte 1, resumimos assim nossa opinião:

  • Para descansar, gastando menos: Vá para Hotéis-Fazenda (interior ou serra) ou Resorts (áreas mais quentes, normalmente de praia) (de preferência no seu Estado de residência) que ofereçam pensão completa ou all-inclusive! Você passará dois, três dias sem se preocupar com nada a não ser seu lazer!
  • Para descansar, gastando mais: Se quiser ir um pouco mais além, vá para Punta Cana! Passe uma semana em um Resort 5 estrelas, comendo e bebendo do bom e do melhor, sem preocupações! Fique em um grande Resort, com uma excelente estrutura para você e seus filhotes!
  • Para passear, sem carro: prefira os Grandes Centros, em qualquer região. Ir para NYC, PARIS ou SANTIAGO é bem mais fácil do que se imagina! Cara, a teoria é a seguinte: se você se vira com seu filho aqui, você se vira uma semana neste lugares, que possuem uma estrutura melhor que a nossa!
  • Para passear, com carro: priorize cidades VOLTADAS para o turismo e com atrações distantes umas das outras, como Orlando e Gramado e Canela/RS. Não aconselhamos se aventurar apenas pelo prazer de fazê-lo! O perrengue puro, para uma mãe solteira, é emoção demais, além da conta! Assim, se o perrengue for apenas para chegar a um lugar, beleza! Porém, ficar rodando igual peru com um bebê, é fogo, né?
  • Para lugares de praia: se o objetivo for apenas de ir à praia, não se deixe seduzir. Por mais que seja tentador ir para lugares com muitas praias diferentes e ficar rodando, explorando, fazer isso com filhos é difícil quando eles são pequenos! Assim, para lugar de praia, prefira aqueles cuja opção é ficar em um Resort só a viagem inteira, sem precisar ficar saindo de carro! Portanto, dê prioridade para Resorts All-Inclusive, como os encontrados em Punta Cana ou em Maragogi, por exemplo!
  • Para lugares de montanha: segue a orientação anterior. É legal ir para Teresópolis/RJ e ficar em uma pousadinha acolhedora, passeando e rodando? É, muito! Mas no caso da mãe solteira (principalmente aquela que não dirige!), o lazer pode se transformar rapidamente em trabalho! Prefira os Hotéis-fazenda com pensão completa/all-inclusive, já que o objetivo é curtir um friozinho! Caso contrário, se quiser aliar frio com passeio, saia do RIO e vá para Gramado ou para fora do país passear, como mostramos acima!

Concluímos com a seguinte explicação: quando sugerimos fugir do inverno rigoroso e do verão escaldante, não quer dizer que você não deva levar seu filho para curtir um sol na praia ou experimentar a linda e alva NEVE! Apenas indicamos o que facilita mais a sua vida! Porém, se você se preparar, TUDO é possível! Se for lugar frio, se agasalhe! Se for lugar quente, garanta que haja uma sombra sempre por perto! PRONTO!

Um abraço e até a próxima!