Vai rodar pela Europa e quer economizar dinheiro? Saiba qual o melhor (e mais barato) meio de transporte!

Bom dia, meu povo! Esta postagem é para nossos amiguinhos aventureiros, que planejam rodar pelo velho continente, apenas com um punhado de euros no bolso, uma mochila e muita disposição!

Em tempos de alta do Dólar (não que o Euro esteja barato, mas o aumento da moeda do Tio Sam foi consideravelmente maior do que da moeda européia), uma Euro Trip não parece tão absurda assim, né?!

Dentre TODOS os aspectos envolvendo os custos financeiros inerentes a uma viagem (Passagem aérea de ida e volta do Brasil à Europa, Hospedagem, Alimentação, Atrações Turísticas, etc…), uma que mexe a cabeça da galera é a locomoção! Sim, quando falamos do Velho Continente, a locomoção se torna um item de suma importância! Não apenas pela enorme diversidade oferecida, mas pelo lado econômico também, pois os custos são dos mais variados.

Suas opções são (há outras, mas não achei pertinente colocar, por exemplo, Cruzeiro e Jatinho Particular aqui):

  • CAMINHADA: Esta nós colocamos de brincadeira, mas é uma opção. Você quer economizar MESMO na sua viagem? Ora, use o único meio de transporte gratuito que existe: ande! Porém, por se tratar de um CONTINENTE, você provavelmente não terá o tempo necessário para levar esta ideia adiante, logo não é das opções mais recomendáveis, né?
  • CARONA: Outra opção praticamente gratuita (é que alguém tem que pagar pelo carro, né? Não é você, mas ele não sai de graça!) é o famoso hitchhiking! A carona é uma ótima opção para você conhecer gente nova e se locomover “na faixa”. Contudo, é muito incerta e não fica fácil de fazer um planejamento de viagem pela Internet envolvendo carona, não? O objetivo desta postagem é indicar meios de transporte BARATOS e de graça não é barato, né? (Ou é? Não sei, acho que não! Sempre pensei em barato como algo, não como nada… esquece, já estou viajando aqui!)
  • CARROOpção interessante para quem planeja desbravar o continente por conta própria, alugar um carro e rodar é bem interessante. Além de dirigir por algumas estradas MARAVILHOSAS, que não temos nem parecido no Brasil, você fica mais livre, faz seu horário, seu roteiro, seu planejamento. PORÉM… (é sempre assim, tudo tem um porém), o carro traz dois grandes problemas: o tempo de viagem (a não ser que você tenha dias sobrando, cada trecho levará MUITO mais tempo, né?) e custo (sim, aluguel de carro é caro). Se você isolar um dia de aluguel, pode nem sair tão mais caro assim. Porém, se você tiver que alugar em um país e devolver no outro… FERROU! A taxa de devolução em outro país é OBSCENA! Você até pode fazer um roteiro pensando em voltar para a cidade de origem, mas na boa, 20-25 dias pagando aluguel de carro é forte, né? Deem uma olhada nesta postagem do “Terra da cerveja“.
  • ÔNIBUSComo viajar de ônibus pela EuropaPor se tratar do jeito mais barato de viajar pela Europa, merece uma menção honrosa aqui. Sim, por incrível que pareça, o ônibus é o meio de transporte mais barato que tem na Europa (quer saber mais como é viajar de ônibus pela Europa? Acesse esta postagem do 360 meridianos). Não falamos o melhor, mas mais barato. Em um continente onde se priorizou o transporte ferroviário, os ônibus acabaram ficando em segundo plano quando o assunto é viagem. E vou dizer por qual motivo: tempo de viagem! Cara, há o mito da distância entre os países na Europa! Como se acha que a Europa inteira é do tamanho de São Paulo, para muita gente ir de qualquer ponto a outro é apenas um “pulinho”! Ledo engano! Ocorre o mesmo que aqui. Quanto tempo demora para ir de SP ao RJ? De ônibus, 6 horas; de avião, umas 3 horas (contando TODO o tempo relativo ao aeroporto e ao voo). E o preço, aqui, não é nem muito mais barato. Assim, transporte esta lógica para a Europa, onde tem uma baita malha ferroviária e diversas companhias aéreas low-costs: quem iria de ônibus se você pode pagar mais e fazer o mesmo caminho pela metade do tempo? Poucas pessoas, né? No mundo de hoje, infelizmente, tempo é dinheiro!
  • TREM: Não há jeito mais europeu de viajar do que de trem! Com o trem você sai e chega pelo centro das cidades, não perde tempo com controles de segurança e tem a garantia da pontualidade. Se você for minimamente despachado (se virar bem), o trem é uma pedida bem interessante! Agora, se você é MUITO travado, não consegue se entender com mapas e orientações, não sabe ler nas entrelinhas, não se vira mesmo sozinho, daí o trem pode te dar alguma dificuldade, pois as orientações nos trens e nas estações não são tão explícitas quanto nos aeroportos! Ninguém fica te avisando qual estação você tem que descer e apenas verificam sua passagem durante a viagem (caso você esteja no trem sem um bilhete válido, recebe uma multinha bem felpuda). Porém, sejamos sincero, se você é assim, não deveria nem cogitar fazer uma viagem longa pela Europa, né? Pelo menos não desacompanhado! Vejam o que diz aqui, no blog “Eu ando pelo mundo!
  • AVIÃO:Falar o que, né? Voar é uma das opções disponíveis, obviamente! Há uns anos, o trem ganhava a parada sem muita luta: as passagens aéreas eram muito mais caras que as de trem! Contudo, de uns anos para cá, com a expansão da linha de voos low-cost (baixo custo, em tradução livre), o preço delas se aproximou. Portanto, não se trata mais apenas de transporte de “rico”! Assim, você pode cobrir distâncias longas pelo mesmo preço de um bilhete de trem! Qual é o problema com o avião, então? Podemos dar uma lista: os aeroportos, em muitos casos, ficam longe dos centros das cidades; os voos atrasam com certa frequência (trem e ônibus saem pontualmente!); a paisagem não é nem de perto tão bonita; etc… Sugerimos dar uma olhada nesta postagem do site “Mala Pronta“!

De posse destas informações, vamos ao que interessa! Para fins explicativos, ressaltamos: VÁ COMO QUISER! Sério, se você sempre sonhou em viajar de determinado modo, não deixe de fazê-lo porque jogamos água no seu chope! Quer ir de bike pela Península Ibérica? Vá! Quer conhecer tudo de carona? Vá! Sonha em dirigir pelas estradas na Alemanha? Vá! Sonhos são feitos para serem realizados, nunca deixe passar a vontade, pois pode não ter volta!

Porém, se você quer apenas saber qual o meio mais barato, vamos analisar os três mais comuns: ônibus, avião e trem! Como o carro é muito subjetivo (duração, local de devolução, tipo de carro, etc…), consideramos apenas os transportes coletivos! Porém, caso queira alugar um, deem uma olhada no site Auto Europe (meio que um Decolar.com de locadoras de carro)!

RECOMENDAÇÕES

Além, claro, de qual for mais barato, temos alguns conselhos a dar extra-money:

Avião: Recomendado quando a distância a ser percorrida de trem ou de ônibus for maior que 4 horas. Até umas 3 horas, as viagens de ônibus e trem possuem seus atrativos. Você fica olhando a paisagem, é legal e tal! Após este período, começa a ficar maçante! Ademais, o tempo perdido é complicado! Não que tenha que fazer tudo corrido, mas gastar 10 horas no vagão do trem é uma merda, não? Outra recomendação é atentar para a bagagem (nas low-cost, o valor para despachar malas é alto, podendo não compensar). Onde pesquisar: Google Flights e Skyscanner!

Trem: Recomendado quando a distância a ser percorrida for menor que 4 horas ou para aqueles trajetos NOTORIAMENTE espetaculares, cuja atração é o passeio de trem em si (veja esta postagem do Nomades Digitais). Ainda, também vale a pena se você está levando um volume muito grande, pois no trem é lei da selva: não há este tipo de controle, de peso e tamanho. Apenas se lembre que ficar carregando muita tralha é ruim. Também atentem para o seguinte fato: não há babá, portanto você tem que ver as coisas por conta própria. Certifique-se que você está no assento certo, no vagão certo. Preste atenção nas paradas, para não saltar na estação errada. Fique de olho na sua mala, não dê sopa para o azar! Onde pesquisar: Rail Europefunciona como um Decolar.com, só que de trens! Outra opção para quem quer rodar de trem é comprar um EURAIL PASSpasse de trem para vários países, por períodos de validade diversos (remessa grátis para o Brasil).

Ônibus: Recomendado quando o orçamento da sua viagem é muito pequeno ou a distância que você quer percorrer é curta. Viajar de ônibus é mais lento e pode ser mais desconfortável, mas se você precisa economizar, essa pode ser uma boa alternativa.
Viajar de ônibus na Europa não é difícil nem perigoso, o único ponto negativo é encontrar as estações rodoviárias ou paradas de ônibus dentro das cidades. Fique atento aos detalhes sempre! Onde pesquisar: direto no site das empresas, as maiores são Eurolines e Megabus.

COMPARATIVO DE PREÇO

Como SEMPRE falamos, o menor preço pode não ser o MELHOR preço! Assim, achamos um site interessante para você fazer sua escolha e comparar as opções e o custo de cada uma!

Já ouviram falar no GO EURO? Ele faz uma pesquisa dos três meios de transporte, comparando e indicando os preços de cada um. Assim, se você quer fazer determinado trecho (por exemplo, PARIS-BRUXELAS) e está na dúvida qual modo é o melhor, pesquise no GO EURO que ele te ajudará a escolher.

Vejam alguns exemplos:

PARIS-BRUXELAS DIA 08/09/2015GO EURO

Desta forma, você pode observar que a passagem de ônibus neste trajeto sai por US$ 10! Organizando por preço (Cheapest), ela fica imbatível! Sim, você gasta quase duas horas a mais do que se fosse de trem, mas economiza 40 dólares!

PARIS-LONDRES DIA 08/09/2015GO EURO 2

Neste trajeto, a passagem de trem sai por quase US$ 56,74! Apesar de a passagem de ônibus sair por menos da metade do valor, o tempo de viagem de quase 8 horas é frustrante! Assim, o trem é a melhor opção! “E o avião, tio?” Então, mesmo sendo um pouco mais barato, você perde muito tempo nos assuntos extra voo (tempo de deslocamento até o aeroporto, tempo de check-in, tempo para pegar bagagem na esteira, tempo para chegar ao centro da cidade de destino, etc…), prejudicando todo o tempo economizado no voo.

PARIS-BERLIM DIA 09/08/2015GO EURO 3

Nesta trajeto não há o que discutir: Vá de avião! A passagem aérea sai por US$ 45! Ademais, o tempo gasto é quase a metade dos demais, já contando período de deslocamento até o aeroporto e tempo para check-in! Sem comentário!

CONCLUSÃO

Como falamos antes, você tem que fazer o que você tem que fazer! Porém, se quiser isolar o fator financeiro na história e buscar o MELHOR preço, indicamos o seguinte procedimento:

TRECHOS CURTOS (até 4 horas de ônibus – 2 horas de trem – 1 hora de avião): Pode ir de ÔNIBUS! Você irá aproveitar a paisagem e economizar uns bons euros! Apesar de ser mais rápido ir de trem/avião, a diferença no preço compensa, já que a viagem de ônibus não será tão longa!

TRECHOS MÉDIOS (+ de 4 horas de ônibus – 2 horas de trem – 1 hora de avião): Priorize o TREM, pois o valor será menor ou igual ao avião, mas o trajeto é mais bonito e levará menos tempo no total, pois o avião perde muito com check-in e atrasos, Além de que você ficará, provavelmente, no centro da cidade, o que já é um grande adianto!

TRECHOS LONGOS (+ de 8 horas de ônibus – 4 horas de trem – 2 horas de avião): Vá de AVIÃO! A beleza da paisagem do trem NÃO compensará seu cansaço! Ademais, a passagem de avião será mais barata, FATO!

Um abraço e até a próxima!

Orlando/FL sem carro: é possível? Vale a pena? Confira!

Imagem retirada do site Travel Time Transportation.

Bom dia, meu povo! Esta vai mais ou menos como continuação da postagem de ontem. Lá, falamos explicitamente que a escolha para visitar Orlando/FL, tendo em vista o tipo de viagem e as atrações turísticas encontradas, envolve o aluguel de carro para se locomover.

Porém, ficamos cabreiros a respeito de um ponto: e quem não dirige? E a família (seja mãe sozinha com seus filhos, seja um casal com filhos) que não possui este interesse?

Por incrível que pareça, há MUITA gente que sente medo/receio/temor (chame como quiser) de dirigir em outro país! Sim, há pessoas (várias, não uma minoria tão ínfima assim) que prefeririam não ter que dirigir em Orlando. Independentemente do motivo, insegurança ou imperícia, a questão é que há esta pergunta a ser respondida: é possível visitar o Lugar Mais Feliz da Terra sem carro? Posso ir à casa do ratinho (novamente, não se trata daquele apresentador de TV, mas do Mickey Mouse!) sem ter que dirigir?

Mais importante ainda: vale a pena, do ponto de vista financeiro?

Vamos ver…

Continuar lendo “Orlando/FL sem carro: é possível? Vale a pena? Confira!”